quinta-feira, 5 de novembro de 2009

MONSANTO Recauchutado

Durante a marcação da volta de Monsanto para fazer com os Amigos de Alter do Chão, deparei com algumas mudanças no Parque Florestal.

Muitos dos traçados mais amplos, tipo estradão, estão agora com novo piso, várias camadas de brita prensada por cilindros, que lhes dão um aspecto compacto e robusto. Claro que a água e a força com que corre nas valas laterais, que para esse fim estão abertas e desimpedidas, acabam por fazer, mais tarde ou mais cedo, alguns estragos. - Vamos aproveitar estas vias, enquanto estão boas.
Em relação a alguns traçados que em tempos estavam pavimentados através de cimento ou alcatrão, alguns deles que pelo uso e erosão estavam a ficar intransitáveis, o que diga-se de passagem, até tinha algum interesse para o BTT, estão agora a ser requalificados em prefeitos tapetes de Alcatrão.

Pista de acesso ao Parque de Campismo de Monsanto, desde a estrada do Outeiro (perto do viaduto), até à rede que cerca a parte Norte do Camping. Outrora Uma mescla de pedra solta e alcatrão destruído. Era quase uma pista de donwhill radical, agora é um tapete que mais parece um espelho.

Especialmente pela Mata de São Domingos, mas também um pouco por Monsanto de forma geral, algumas delas bem assinaladas por placas indicadoras de obra, onde se pode ler aquele chavão de que "obra a obra, Lisboa melhora", estão a ser recuperadas muitas das vias de circulação principal. Algumas delas são aquelas que fazem parte dos 42 km's de traçados cicláveis que vêm registados na informação que a CML disponibilizou aos utilizadores, e do qual fiz um LINK para a coluna aqui da esquerda, onde estão algumas das páginas ou endereços com interesse para qualquer amante das Bicicletas.



Repórter Astigmático

2 comentários:

Ciclovia disse...

Oh pá,

A legenda/comentário refere-se à foto de cima ou à de baixo?

Agradecia esclarecimento.

Boas pedalaldas.


Vítor Rodrigues

João Galvão e Ricardo Rosa disse...

Acredito que haja confusão, pela proximidade do texto às duas fotos.
Mas de uma forma geral, os comentários das fotos estão por baixo.
Obrigado pela achega.
João Galvão