sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Rio Onor - Castro Marim (Colagem das estradas N208, N15, N220, N102, N16, N3, IP2, N18 e N122)


Tal como a sua irmã, a Estrada Nacional 2 (EN 2), esta colagem de estradas alternativas faz a ligação entre as regiões de Trás-os- Montes e do Algarve, cruzando todo o nosso Portugal de Norte a Sul.
O caso da EN 2, que fiz desde Faro até Chaves, foram cerca de 730 km, com mais de nove mil metros de acumulado ascensional, já nesta vertente, mais interior e que faz a ligação entre Rio de Onor, Bragança e Castro Marim, Faro, apesar de serem mais quilómetros (750 km), o acumulado pouco passa dos oito mil.

Há pouco relatado neste blog, ficou a parte desta viagem que fiz em Dezembro de 2013, entre Bragança e Beja. Aproveitando uma aberta no estado climatérico e nos horários laborais, e que me levou cinco dias completos com as viagens de camioneta para Bragança, e de Beja, incluídas.


FOTOGRAFIA DO GOOGLE EARTH COMPARATIVA DAS DUAS TRAVESSIAS:

A VERDE, a Estrada Nacional 2 (EN2 - De Faro a Chaves).
A VERMELHO, a ALTERNATIVA (colagem de estradas de Rio de Onor, Bragança a Castro Marim, Faro)




TRAÇADO NO RIDE WITH GPS:

Traçado desta proposta no WIKILOC:



Este trajecto efectua passagens em várias localidades de Norte a Sul de Portugal; 
Rio de Onor - Bragança - Macedo de Cavaleiros - Foz do sabor - Torre de Moncorvo - Pocinho - Vila Nova de Foz Côa - Celorico da Beira - Vale do Mondego - Guarda - Belmonte - Orjais - Teixoso - Covilhã - Fundão - Serra da Gardunha - Alpedrinha - Alcains - Castelo Branco - Barca de Alva - Nisa - Alpanhão - Portalegre - Monforte - Estremoz - Évora Monte - Évora - Viana do Alentejo - Alvito - Cuba - Beja - Mértola - Alcoutim - Castro Marim.




Serra de Nogueira, entre Bragança e Macedo de Cavaleiros. 
Estrada Nacional 316, Fim do dia.





Serra de Bornes, entre Bornes e Trindade.
Estrada Nacional 102, a meio da manhã.





Rio Douro, entre Torre de Moncorvo e Pocinho.
Estrada Nacional 220 e depois, EN 102, perto da hora do almoço.





Vale glaciar do Rio Mondego, entre Celorico da Beira e Guarda.
Estrada Nacional 16, início da manhã.





Évora, Estrada Nacional 18, Pôr do Sol.


G.R.

2 comentários:

josé alexandre silva disse...

belo trajecto!! Deve ser giro é no inverno...com neve, mta chuva, vento e frio. :)

João Galvão disse...

...Acho que não estás bem a ver... Pois foi isso mesmo que eu apanhei, em Dezembro, quando lá andei...;)
Frio? - Muito! Chuva? - Bastante? Neve? - Pouca...Felizmente...:)