segunda-feira, 21 de junho de 2010

Oriente - Fátima - Oriente em BTT (uma pequena loucura)

...Para já, apenas algumas fotos...


Uma de Grupo. Ainda por terras de Lisboa. Fresquinhos que nem uma alface...


O Grande Rui Dias à beira dos pântanos da Azambuja. A boa disposição era/foi a palavra reinante.


Imagem habitual pelos Caminhos do Tejo. Curiosamente, já conhecíamos este pastor ciclista.

Paragem de outros tempos, desta vez não almoçámos à beira do aeródromo de Reguengo.



Foi já à beira de Santarém que encontrámos um grupo numeroso de peregrinos pedonais.


Como era cedo e não queríamos ingerir nada pesado, fomos comer uma "bucha" no McDonald's. Curioso foi o facto, que, para usarmos os vales de desconto que o Rui tinha, obrigaram-nos a ir ao McDrive.


O Compadre com cara de poucos Amigos. Não sei porquê...lololol O "Gajo" Ganhou todos os "piques" que disputou...Apesar de alguma sorte e batota à mistura....lololol



Uma relíquia digna de um qualquer museu do motociclo ou da Bicicleta. No fundo, não é nenhuma delas e é as duas ao mesmo tempo.



Festa de Minde, onde acabámos por parar para descansar e conviver. E onde conhecemos gente curiosa e ouvimos boas histórias, ao mesmo tempo que atestávamos os "depósitos".

A Consagração de MEIA aventura. Faltava-nos o mais difícil... O Regresso.


...Talvez para mais tarde alguns comentários a esta epopeia de 36 horas, em que fizemos quase 300 km´s de salutar BTT. Num misto de Caminhos do Tejo; descobertas de trilhos do Fuga da maria e de novas explorações feitas por nós, em que o Zéi, com o seu grande sentido de orientação nunca nos deixou mal. Foi um fim-de-semana de BTT em cheio. Apesar de algum cansaço acumulado correu tudo muito bem.

Curiosamente, não houve nenhum furo e felizmente, nenhuma queda.


Link's para fotos no Picasa :





GR

3 comentários:

1rafaelf disse...

Parabéns aos 3 valentes, só um pequeno reparo, quando eu vou e tiramos a foto no santuário vê-se as pessoas todas a caminhar para nós, com vocês isso não acontece (será que não gostam de vocês?????), outra é a parte de comer qualquer coisa ligeira (digo eu), TU ÉS É MALUCO VAMOS MAS É COMER A TAVERNA DO QUINZENA UM NACO DE TOURO BRAVO (gritam vocês em perfeita coordenação), pronto lá tem de ser mais uma paragem de digestão pelo caminho(penso eu)...

Um grande abraço e parabéns mais uma vez.
Rafa

jabas disse...

Essa história da batota é desculpa de mau perdedor! Então, mas a culpa de haver gajos distraídos é minha? Bom, tirando esse grande pormenor, podes continuar com a narração do resto da volta, que como aconteceu no caminho, eu e o rui esperamos.

jabas disse...

Ó Rafa, o facto de irmos ao Taberna do Quinzena, não obriga a repetires 3 vezes o prato.