sábado, 15 de setembro de 2012

Caminho Português de Santiago com os SFF (Santiago Fugas e Fátimas)



Todos os trilhos e todos os dias em: WIKILOC




Mais fotos em: Picasa Galvão e Picasa Fuga da maria (Fotos "Carlos" Marco; Fotos Carlos e Fotos Rafael)

2 comentários:

Rafael disse...

Sr presidente, para quando o relato?

Abraço
Rafa

O Guarda Rios disse...

Meu grande Amigo, e homólogo Presidente.
Serve a presente comunicação, em forma de resposta à sua mensagem, para o informar, assim como a todos os presentes nesta jornada glorificante do SFF e das coletividades envolvidas, que, como será de fácil compreensão, não é a mim que caberá fazer o relato de tal epopeia.
Apesar de ter estado de corpo e alma em todas as pedaladas e nos quase 250000 metros por nós percorridos, e, se não mais, por ter estado nos momentos inolvidáveis e de salutar convívio extra pedalante, as sensações por mim vividas nesta viagem, se forem escritas, nunca terão o mesmo "tempero" de quem o fez pela primeira vez, estando por isso mais atento a pormenores e apontamentos, que a mim, pela rotina, entretanto criada, me vão escapando pelos rasgos do capacete.
Desta forma, embora sabendo que nem sempre o tempo disponível de cada um, é o que gostávamos que fosse, venho propor, e se para o caso não houver qualquer tipo de objeção, que cada um dos presentes (incluindo obviamente o "nosso" Moto-moto "Carlos" Marco), escrevesse umas linhas, por poucas que sejam, descrevendo a sua visão dos acontecimentos, onde poderão incluir o que muito bem entenderem.
Assim, e depois de recolhidos todos esses relatos, para que se possa fazer um apanhado, acharíamos a melhor maneira de compilar tais escritos, no que será por certo uma aventura hilariante, histórica e, quiçá épica...
…Certo que estaremos muito perto de uma "Obra Prima"
Aproveito também para me oferecer, desde já, para ajudar a fazer essa compilação. Claramente que não o poderei fazer só. Por isso além dos textos, vão pensando numa reunião convívio para os colar.
Tenho dito...
O Presidente (temporariamente cessante)
João Galvão